Controle de fluxo de caixa descomplicado – essas dicas mudarão sua rotina!

controle de fluxo de caixa

Controle de fluxo de caixa descomplicado – essas dicas mudarão sua rotina!

O controle de fluxo de caixa pode ser uma tarefa realmente complicada se você não sabe como (e principalmente quando) fazer.

Ser um empreendedor não significa entender todos processos contábeis e financeiros do negócio, visto que existem setores específicos para cuidar dessas questões, sendo o departamento financeiro um deles e o contábil outro (embora seja muito mais vantajoso terceirizar sua contabilidade). A grande questão é que, muitas vezes, o dono do negócio precisa realizar o controle do fluxo de caixa, e além de aprender como fazer isso corretamente, precisa realizar essa tarefa todos os dias… Ou ensinar alguém a fazê-lo.

Quando você possui o apoio de um contador, essa tarefa se torna consideravelmente mais simples.

Controle de Fluxo de Caixa permite projetar o futuro da empresa

O objetivo dessa ferramenta é apurar e projetar o saldo disponível para que exista sempre capital de giro, para aplicação ou eventuais gastos.

Devem ser registrados:

  • vendas à vista e a prazo e recebimento de duplicatas e afins;
  • compras à vista e a prazo, pagamentos de duplicatas, pagamento de despesas e outros;
  • até o último pagamento e recebimento conhecido ou o máximo de horizonte adequado às necessidades da empresa.

Apesar de parecer algo difícil, a princípio, com o tempo se torna mais prático. Isso, aliado aos resultados que serão obtidos através da facilidade em tomar decisões e na previsibilidade financeira, são poderosos aliados ao empresário.

Controle de fluxo de caixa manual não é uma boa ideia. Opte pelo preenchimento em planilhas, através de softwares ou busque recomendações com seu contador. Quanto mais ajuda você tiver, mais tempo terá para cuidar de tarefas igualmente importantes para o seu negócio.

A previsibilidade financeira é um fator importante para o sucesso de um negócio, pois ajuda a avaliar a disponibilidade de caixa e a liquidez da empresa, o que por sua vez permite que o empresário antecipe decisões importantes e consiga um fôlego financeiro maior, sem comprometer seu lucro ou atrasar contas importantes para o negócio.

É importante se atentar, porém, a alguns detalhes. O saldo de caixa, por exemplo, não indica lucro ou prejuízo nas atividades conduzidas pela empresa. O saldo final é algo que deve ser confirmado diariamente. E quando esses valores são muito elevados, tanto de forma positiva quanto negativa, é preciso tomar decisões e melhorar a organização financeira, tendo em mente que o equilíbrio é o objetivo central.

Saldos negativos devem ser analisados. A primeira providência é descobrir as causas: atraso nos recebimentos, alta taxa de inadimplência, queda repentina nas vendas, atraso nos recebimentos dos clientes, etc. Esse problema também ocorre se as diferenças entre os prazos de recebimentos e os pagamentos forem altas e a empresa não se planejar com a organização do capital de giro.

 

No Comments

Post A Comment

×