Saiba como abrir e-commerce e comece sua loja virtual hoje mesmo!

como abrir e-commerce

Saiba como abrir e-commerce e comece sua loja virtual hoje mesmo!

Saber como abrir e-commerce é uma oportunidade e tanto para quem deseja começar um negócio na Internet.

Como um dos setores que mais crescem no país, o e-commerce é uma força imparável, temida até por grandes varejistas, que tremem com a ameaça das gigantes estrangeiras e de marketplaces, que surgem com preços atrativos, entregas rápidas e produtos desejados pelo público.

Porém, o cenário para o e-commerce nacional também vai bem. Seja para abrir uma loja virtual anexa a uma marca que você já possui ou simplesmente criar uma empresa digital avulsa, essa é a época certa para investir.

Alguns dados interessantes para seu negócio, segundo o e-commerce Brasil:

O comércio eletrônico teve um crescimento de 12% em vendas online no primeiro semestre de 2019. No primeiro semestre de 2018, o crescimento também tinha sido de 12%. Nos últimos seis meses, esse crescimento representa um faturamento de R$ 26,4 bilhões.

Já de acordo com o volume de pedidos, o primeiro semestre de 2019 registrou um crescimento de 20%, ante 8% registrados no primeiro semestre de 2018. O dado atual representa R$ 65,2 milhões em volume de pedidos.

Ainda segundo o portal, isso não está acontecendo porque a economia estaria, supostamente, se recuperando, mas sim porque mais e mais pessoas estão descobrindo as vantagens de comprar online e a oportunidade que isso representa para suas vidas em termos de praticidade, agilidade e confiança.

Então, abrir um e-commerce é uma ideia excelente para se ter no momento, mas não é tão simples quanto parece.

Como abrir e-commerce sem passar sufoco

Abrir a loja virtual é relativamente fácil. Você precisa de um site, de uma plataforma, de um intermediador de pagamentos e um fornecedor.

Simples, não é mesmo?

Mas, antes de criar seu site e pensar em tudo isso, é preciso agir com muita estratégia e inteligência. Primeiro, que tipo de produtos você quer vender?

Existe demanda para isso online? Sim? Então qual o perfil do seu público?

Sabendo essas informações, você tem um ponto de partida poderoso para começar a traçar suas estratégias digitais. Contudo, além do público-alvo, ainda é necessário conhecer os concorrentes. Pois, se existe demanda, com certeza há pessoas ofertando tais produtos, certo?

E se não existe, é mais prático pensar em vender outro tipo de produto ou atingir um público que já existe, não é mesmo?

Pensando na estratégia para não perder tempo e nem dinheiro

Bem, montar uma loja virtual requer que você pense em tudo. Tudo mesmo!

50% dos consumidores de produtos oriundos de lojas virtuais preferem pagar por boleto. Contudo, 60% dessa porcentagem que prefere pagar pelo boleto não efetua o pagamento durante o período de 3 dias.

Pode não parecer grande coisa, mas o produto é retirado de estoque assim que a compra é efetuada. Aí, começa o prazo do pagamento, que deve acontecer em até 3 dias úteis. Enquanto isso, se outra pessoa quiser comprar o mesmo produto e você não tiver mais estoque dele, será impossível.

E para a sua surpresa, o comprador não paga pelo boleto, e aí o produto retorna ao estoque. Ou seja, são DUAS vendas que você perdeu, tudo por culpa do deslize do comprador. E agora, o que fazer?

Investir no relacionamento é a saída. Enviar e-mails e SMS com lembretes sobre a data de vencimento do boleto, reenviar o código e manter o cliente ativo na compra são saídas que funcionam muito bem e reduzem o risco da inadimplência. Assim, seu controle de estoque e de caixa funcionam muito melhor.

Por isso, invista na criação de uma estratégia que contemple o antes, o durante e o depois da venda. Assim, você mantém o cliente quentinho na sua carteira e pode voltar a vender para ele.

O que é preciso para montar um e-commerce?

  • Consulte se outra empresa já foi registrada com nome igual ou semelhante ao que você pretende adotar no seu negócio;
  • Escolha um domínio na internet relacionado ao nome que a sua empresa terá;
  • Verifique nos órgãos municipais quais são os critérios para a concessão do Alvará de Funcionamento: alguns tipos de negócios exigem autorizações especiais, como a licença sanitária para o ramo de alimentação e a licença ambiental para atividades industriais;
  • Faça o registro na Junta Comercial, leve o Contrato Social da empresa, documentos pessoais dos sócios, a capa da Junta Comercial preenchida e os comprovantes de quitação de taxas cadastrais;
  • Solicite o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) no site da Receita Federal. Para isso, você vai precisar preencher a Ficha Cadastral de Pessoa Jurídica (FCPJ), o Quadro de Sócios Administradores (QSA) e entregá-los nos Correios ou na Junta Comercial conveniada à RF;
  • Com o auxílio de um contador, obtenha a Inscrição Estadual da empresa, que será usada para o pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Cadastre-se na Previdência Social, que deve ser feito até 30 dias após o início das atividades e é obrigatório mesmo que a empresa não tenha funcionários.

Confira o que diz a legislação a respeito das práticas que você precisa seguir.

Conte com uma contabilidade que pode te ajudar a abrir e administrar seu e-commerce sem dor de cabeça! A Scont Soluções contábeis é uma contabilidade para e-commerce no Distrito Federal, e temos tudo para orientá-lo a respeito das melhores decisões que você pode tomar para conquistar o sucesso.

No Comments

Post A Comment

×